Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

Bob Marley: o homem que nos ensinou a diferença.

11 de maio completa 28 anos da morte de Bob Nesta Marley, o ícone que ultrapassou fronteiras, línguas, religiões, classes sociais e o próprio tempo. Portanto, é hora de relembrar a trajetória deste ídolo do anonimato ao prestígio internacional.
 

“O reggae não é pra ouvir é pra sentir. Quem não o sente não o conhece”, dizia Bob Marley.

Reggae é terapia: O ritmo te liberta, a melodia te transporta, e as letras te fazem pensar na vida. Como Bob mesmo disse: “O reggae não é pra se ouvir é pra se sentir. Quem não o sente não o conhece”. E foi graças a ele que nós conhecemos o ritmo que sentimos hoje em dia. Afinal, Bob foi o embaixador do reggae no mundo. No Woman No Cry,  do álbum Natty Dread, lançado em 1975, foi a música responsável pelo estouro mundial do The Wailers, a banda que o seguiu até o fim de sua carreira. O sucesso do CD, que inclui outros sucessos como Rebel Music e Talkin’Blues, foi uma das razões que o grupo foi nomeado “banda do ano” pela revista Rolling Stone, em 1976. A formação de 76 já não contava com a presença de Bunny Wailer e Peter Tosh que haviam decidido seguir carreira solo no ano anterior. Neville O’Riley Livingston ou Bunny Wailer e Bob Marley se conheceram na favela de Trechtown em Kingston, capital da Jamaica. Lugar no qual Bob Marley foi morar com sua mãe, Cedella Booker, depois da morte de seu pai, Norval Marley, um soldado inglês branco.

 

 

 

Bob nasceu no dia 6 de fevereiro de 1945 em Saint Ann, uma área rural na Jamaica. Como muitos jamaicanos, mãe e filho foram tentar a vida na capital, a cidade dos sonhos e das oportunidades naquela época. A superpopulação da área resultou no aparecimento de favelas em volta da capital, como Trenchtown. Foi lá também que os 2 amigos conheceram Peter McIntosh, ou Peter Tosh, com quem em 1963 formariam a banda The Wailing Wailers. Nesse mesmo ano, com a música Simmer Down eles já conseguiram chegar ao topo dos hits musicais da Jamaica. O som deles seguia o estilo do ska, que combinava influências do jazz, do rhythm & blues americano, além de músicas tradicionais africanas. A mensagem das músicas dessa época era bem diferente da mensagem de paz e confraternização que vieram a caracterizar o som do Bob Marley anos depois. As músicas dos The Wailing Wailers retratava a rebeldia dos jovens de Kingston, resultado da difícil situação de pobreza e instabilidade política que enfrentavam.

 

 

 

 

 

 

 

Quando Bob Marley voltou para a Jamaica, depois de ter passado 8 meses com sua mãe que então morava em Delaware, nos Estados Unidos, o ambiente em Kingston era outro. A rebeldia de alguns jovens tinha sido apaziguada pelo movimento Rastafari que crescia e o popular ska foi substituído pelo rock steady, um estilo mais lento. Bob Marley acabou se envolvendo com a religião com princípios de amar e respeitar a união da humanidade. Quando ele se reencontrou com Bunny e Peter para recomeçar a banda, além de mudar o nome da banda para The Wailers, também trocou a mensagem que transmitiam com sua música. Foi nessa época que a banda começou a trabalhar com o produtor Lee Perry, com quem lançaram os hits Soul Rebel e 400 Years.

Nos anos seguintes, a banda afirmou seu sucesso na Jamaica e no Caribe, mas foi depois da viagem a Londres que Bob Marley e The Wailers começaram a ser reconhecidos internacionalmente. Eles fecharam contrato com a Island Records e usufruíram de estúdios de gravação de primeira qualidade. O álbum Catch A Fire, já gravado nos estúdios do Island Records foi um dos primeiros CDs de reggae lançados com boa qualidade. Com Catch A Fire, a banda fez tours na Europa e América. Os álbuns que seguiram, Burnin e Natty Dread, aumentaram a fama da banda, mas foi só com Rastaman Vibration, de 1976 que Bob Marley conquistou seu lugar na cultura popular dos Estados Unidos

 

 

Mesmo tendo alcançado a fama internacional, Bob Marley continuou ligado aos problemas de sua terra natal. O sucesso ajudou a expressar seus ideais políticos publicamente na Jamaica. Seu envolvimento com a política, mais precisamente sua amizade com Michael Manley, do People’s National Party, um dos principais partidos políticos da Jamaica, transformou-o em alvo para o partido oposto, o Jamaican Labour Party. Em 1976, sua casa foi invadida e Bob Marley foi baleado. O incidente causou ferimentos no astro do reggae e resultou na decisão de sua mudança para Londres, onde ele gravou um dos seus mais famosos CDs, o Exodus.
 
Ao voltar ao seu país para tocar no One Love Peace Concert, Marley firmou seu lugar na história como um mensageiro da paz. Depois de cantar Jammin ele chamou ao palco os 2 representantes dos 2 partidos opostos, Michael Manley, do People’s National Party e Edward Seaga, do Jamaican Labour Party. O ato foi mágico. No momento em que Bob faz com eles dêem as mãos em sinal de paz e união, um trovão estronda no background.
 

Atitudes como essa que fez com que a ONU o premiasse com a Medalha da Paz.  
Apesar dos hits, tours, viagens e do reconhecimento mundial, os anos seguintes também foram marcados por infelicidade. Marley foi diagnosticado com câncer, em 1977. Ele recusou a cirurgia por motivos religiosos. Pouco tempo depois, no dia 11 de maio de 1981 Bob Marley faleceria. Seria um erro dizer que o mundo o perdeu esse dia, pois ele continua vivendo até hoje através de sua mensagem de paz, amor e irmandade

 

 

 

“É melhor atirar-se em luta, em busca de dias melhores, do que permanecer estático como os pobres de espírito, que não lutaram, mas também não venceram. Que não conheceram a glória de ressurgir dos escombros. Esses pobres de espírito, ao final de sua jornada na Terra, não agradecem à Deus por terem vivido, mas desculpam-se diante dele, por simplesmente, haverem passado pela vida

 

 

publicado por edgarasta às 15:17
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De joaquina a 24 de Novembro de 2010 às 00:05
Puta que bobera
ele que liberou as drogas no brasil
caralho

Comentar post

.quem sou eu!!!

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O Recomeço

. Crianças sem Natal

. Capoeira

. Não sou nada sem ti

. Ser Pai

. Bob Marley: o homem que n...

. Qual é, afinal, o signifi...

. Assim começa... ...assim ...

. «desde 1990»

. Primavera bem vinda

. Mãe Natureza

. Palavras para quê????????...

. "ClanDestinos" -organiza...

. amigos reggaeiros

. De Que Vale a Sabedoria ?

. Gente Pobre

. A Vergonha e a Injustiça ...

. Dreadlocks

. é o nº 10, finta com os d...

. ...Ritmo,,,

. ...Acordes...pratica...

. ...Acordes...teoria...

. ...Básico...mão esquerda....

. ...Básico...afinação...

. ...Básico...solfejo...

. ...Básico...introdução...

. ...Iniciação...

. ,,, A Guitarra...

. ANGOLA

. Camada Ozono:

. Problemática da Droga

. Baixa da Banheira

. Miséria

. Miséria e Fome

. Ups!!! Com Licença..........

. Porque ela existe

. Pergunto!

. Parar com a Destruição do...

. Babilônia homenageia Bob ...

. FOME / POBREZA / DESI...

. Africa / Portugal

. A lenda

.arquivos

. Outubro 2013

. Dezembro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds